Vai decorrer na nossa escola uma actividade designada “Cinco Dias, Cinco Continentes” dinamizada pelo grupo de Geografia. Como o tempo passa tão rápido e é necessário pensar na organização da exposição, eu e a Carla, começamos a trabalhar com algumas turmas na preparação da mesma.

O 10º B começou por pintar os mapas dos diferentes continentes...

Gostei da forma como se empenharam!




video


Iniciou-se hoje, cerca da 11:45 horas, a Primavera.





É o dia do equinócio de Março ou Primavera. Equinócio é uma palavra de origem latina (aequinoctium), e significa “noite igual ao dia", e refere-se ao momento do ano em que a duração do dia é igual à da noite sobre toda a Terra.

Iluminação da Terra pelo Sol no momento do equinócio.


As datas dos equinócios variam de um ano para outro devido aos anos bissextos, que foram criados para corrigir o fato de um ano não ter a duração exacta de 365 dias.

A Primavera vai prolongar-se até ao próximo Solstício, que ocorre no dia 21 de Junho.


Além de começar a Primavera, hoje também se celebra a relação existente entre o Sol e a Terra designada como o "Dia do Sol-Terra.

















(Imagem: http://sunearth.gsfc.nasa.gov)





Outro dos impactos ambientais da actividade humana é a formação das chuvas ácidas.

Como se formam?

O consumo de combustíveis fósseis origina a emissão de gases como o dióxido de enxofre e o óxido de azoto. Na atmosfera, esses gases reagem com o vapor de água e transformam-se, respectivamente, em ácido sulfúrico e ácido nítrico, que, dissolvidos na água da chuva, formam as chuvas ácidas.

As principais consequências são:

  • acidificação de solos, lagos e rios e, consequentemente, aumento da erosão dos solos;
  • corrosão de estátuas, monumentos e edifícios;
  • Destruição de florestas;
  • Nos seres humanos, problemas respiratórios e pulmonares.